Survivorship bias te deixa cada dia mais triste

Survivorship bias, segundo o Google Translate viés de sobrevivência, é um erro lógico em que se observa as pessoas ou coisas após um fator seletivo com maior atenção do que as que não passaram por essa filtragem.

Numa tradução livre de um exercício do site brilliant.org, temos um ótimo exemplo de survivorship bias.

A Segunda Guerra Mundial foi a era de ouro das dogfights, quando inimigos travavam suas forças aéreas em combates avião-a-avião. Não surpreendentemente, muitos aviões eram perdidos em acidentes. Se uma bala atinge um avião em uma área sensível, ele não voltava para a base.
Nos aviões que voltavam, os mecânicos observavam o local do dano das balas e reforçavam a fuselagem nestas regiões.

Frequência de tiros na região por local do tiro.
Frequência de tiros na região por local do tiro.

Baseado nesse gráfico, observamos que havia muitos aviões com tiros nas asas, e é fácil deduzir que devido serem uma parte de grande área e grande exposição, estavam vulneráveis aos tiros.

Contudo, ao esquecer que um avião com um tiro no motor, ou pior, no piloto, raramente vai voltar à base temos um ponto de vista que considera só os sobreviventes, e nos esquecemos dos aviões abatidos.

Como todo conceito de lógica e estatística, há varias traduções para o dia-a-dia, e uma em foco atualmente é o comparativo que inevitavelmente fazemos entre nós e o que nos é mostrado nas redes sociais.

É natural querermos mostrar o nosso melhor, assim como é natural para os outros. Pessoas que estão MUITO bem, tem muito mais exposição, causando com que os impopulares não sejam tão notáveis, nós passamos a ter uma grande exposição à pessoas que atingem coisas que buscamos, nos filtrando das que ainda lutam, ou “falharam”, causando severas auto-comparações, injustas e doídas.

FOMO p%rr@ nenhuma. Por gentileza, focar na vida real.

unsplash-logoRob Potter

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

pt_BRPortuguês do Brasil